Digital representation
Digital representation thumbnail

Maço 21

Description level
Instalation unit Instalation unit
Reference code
PT/TT/TSO/0021
Title type
Formal
Date range
1585 Date is certain to 1803 Date is certain
Dimension and support
198 doc. (536 f.); papel
Custodial history
Em 2010, perante a desorganização encontrada dentro desta unidade de instalação, em virtude da documentação não se apresentar separada em capilhas, os documentos foram separados e acondicionados, tendo as capilhas sido numeradas sequencialmente - que podem conter documentos simples, ou documentos compostos ou macetes - tal como foram os respectivos conteúdos (desde que apresentassem dois ou mais fólios escritos e estivessem desprovidos de foliação original) de modo a possibilitar o mínimo de controlo físico.

Contém documentos truncados.

Este trabalho foi desenvolvido por Maria Filomena de Sequeira Carvalho (Torre do Tombo).

Scope and content
Contém documentação relativa à Inquisição de Coimbra: apontamentos das Leis da Igreja de Gregório IX, ou "Decretales Gregorii IX", subdividido em cinco livros, aborda o juiz, juízo, clero, matrimónio e delito.



Integra requerimentos, recibo passado por João Martins Cardoso da quantia recebida para diligências, a lista de diligências que se deve ao comissário Manuel Dias Rosado de Sequeira, bem como a denúncia de frei João do Espírito Santo, do Convento de São Domingos do Porto, sobre feitiçaria, carta de sentença de D. Afonso VI, ordem enviada para publicação de edital e certidões de publicação, certidão da ratificação de testemunhos feita por Simão Nogueira, secretário.



Inclui a abjuração de Gaspar Rodrigues, do lugar do Freixo, e termo de ida a penitência sendo que a certidão de instrução na fé católica se encontra no processo de Domingos Rodrigues, do Freixo, sentença do réu Belchior Leal, cristão-novo, sapateiro, de Bragança, lista de pessoas com culpas na Inquisição de Lisboa, correspondência (do abade Inácio Barbosa de Sousa, do comissário Domingos Marques do Vale, entre outros).



Reúne um elevado conjunto de correspondência relativa a denúncias: do crime de feitiçaria, solicitação, entre outros, quer de comissários – Pedro Alves Chaves, António Ribeiro Enes, Lourenço da Silva, Domingos Leitão de Oliveira, entre outros -, padres (Bento da Natividade Barreto, José Teixeira), e outros – o licenciado Manuel da Costa Lemos Tunes, notário do Santo Ofício -, nomeadamente contra cristãos-novos, de Arcozelo, Lamego, contra Cecília de Sampaio, cristã-nova, natural de Trancoso, filha de Manuel Neto de Mendonça e de Clara de Sampaio, entre outros.



Integra a declaração de D. Luísa Teresa de Ataíde, religiosa professa no Convento de São Bento da Avé-Maria da cidade do Porto, sobre actos praticados por curandeiras, bem como uma denúncia de D. Josefa Mécia, filha de Diogo Leite e de D. Joana Jacinta, educanda no mesmo Convento.



Inclui o traslado da denúncia do doutor promotor da justiça eclesiástica contra o padre Bento Freire, Manuel Mendes, e João da Silva Guimarães, da cidade do Porto.

Contém uma representação, requerimento do promotor, do padre André Álvares, da vila de Chaves, preso na dita vila, entre outros.



Integra a comissão dos inquisidores passada ao arcediago na Sé Catedral do Porto, comissário do Santo Ofício, António Jorge de Meireles, e diligências efectuadas contra o bacharel Joaquim de Araújo Tavares e Sousa, advogado nos auditórios da cidade do Porto e também dos réus presos e apresentados, acusado de lhes ter extorquido dinheiro.



Inclui o sequestro de bens, na Covilhã, autos cíveis de ajuste de contas, autor: o provedor e irmãos da Santa Casa de Misericórdia, réu: José da Costa Coelho, meirinho da Inquisição.



Contém a carta de sentença contra os arcediagos – de Oliveira, Régua e cónegos do Porto – por não quererem dar posse a Diogo Pereira, cónego colado na conesia da Sé do Porto (1667).



Inclui documentos pertencentes ao Fisco de Coimbra: correspondência remetida a Manuel da Silva Caetano, escrivão chanceler proprietário do Real Fisco de Coimbra sobre administração de bens confiscados, entre outros.



Documento sem identificação da proveniência da inquisição: lembrança das peças e avaliação da [Casa de Tomás Luís] a saber: broche de ouro com diamantes, cruz de ouro com 60 diamantes, anel de ouro com diamantes, cordões de ouro, entre outros, bem como a cópia de proposições feitas por um estudante universitário sobre o Inferno e o Purgatório, e ainda o sumário contra o padre António de Almeida e Faria, por culpas de solicitação.



Contempla documentação relativa ao Conselho Geral: informação dos conselheiros dirigida à rainha, sobre a consulta enviada para despacharem os réus Manuel Guerreiro Ramires e Bárbara da Conceição, despacho para pagamento de ajudas de custo aos solicitadores, guardas dos cárceres e homens da vara do meirinho da Inquisição de Évora, bem como o requerimento de Mécia da Costa, de mais de 60 anos de idade, natural da cidade de Tavira, que foi sentenciada no auto da fé da Inquisição de Évora, em 1736, pelo crime de feitiçaria, tendo sido condenada a degredo para a ilha do Príncipe, a solicitar comutação da pena (veja-se o documento com a cota: TSO, Inquisição de Lisboa, proc. 6973).



Inclui correspondência remetida da Inquisição de Évora, requerimento do padre frei Manuel António de Oliveira Robalo, notário do Santo Ofício da Inquisição de Évora, e parecer dos inquisidores, correspondência remetida pelos inquisidores de Coimbra acerca do pedido dos pais do padre José Correia, recluso no Hospital Real de São José, no cárcere dos doidos, para o entregarem ao seu cuidado.



Contém uma representação de João da Silva Borges, comissário do Santo Ofício na ilha do príncipe, dirigida à rainha, a dar conta das calúnias proferidas pelo vigário Frutuoso de Brito Porto.



Inclui diligências remetidas de Coimbra, requerimentos, correspondência dos inquisidores dirigida ao comissário Francisco Ribeiro e Figueiredo para enviar o rol dos livros do falecido padre frei Caetano José da Rocha, que foi prior da Matriz de Benavente (inclui o rol, tendo sido examinado e despachado favoravelmente, por D. Tomás Caetano, da Casa da Divina Providência, em 1766).



Compreende documentos relativos à Inquisição de Évora: procuração do cardeal infante passada a D. Baltasar, bispo do Porto, para em seu nome receber determinada quantia de Cristóvão Brás, morador no Porto (inclui selo de chapa), sentença do processo crime de Fernão Pereira, médico, filho de João Pereira, natural e morador na vila de Campo Maior, penitenciado no auto da fé de 23 de Maio de 1664, condenado a cárcere e hábito perpétuos, foi assinada por Pedro Mexia de Magalhães e Pedro Borges Tavares.



Inclui a provisão da nomeação de Pedro de Alcântara Vale, para marchante do açougue do Santo Ofício, cópia do edital a proibir a leitura de todas as obras de astronomia de Diogo Aires de C. e outros autores, termo de admoestação feita ao carvoeiro nos baldios de Monsaraz, António Fernandes, cristão-velho, morador na vila de Viana do Alentejo, bem como uma quitação passada por Manuel Simões, procurador de Manuel Ribeiro, de quantia recebida do marchante do Santo Ofício.



Contém a ordem do juiz do Fisco de Évora e recibo de Domingos de Paiva, lista do andamento do processo da presa Isabel, cristã-velha, casada com Dionísio Nunes, trabalhador, tendo sido presa em 8 de Abril de 1767 por fingir visões e revelações, lista de nomes associada a Manuel Favacho, fragmento, parecer dos inquisidores para pagamento de ajuda de custo, denúncias, ordem dos inquisidores a favor do familiar do Santo Ofício Manuel Joaquim de Barros.



Reúne documentação relativa à Inquisição de Lisboa: correspondência (de Cipriano José de Amorim para Manuel Ferreira de Mesquita, da Inquisição de Évora, do promotor Bernardo de Figueiroa B. e Seixas para a Inquisição de Évora), termo de apresentação de Leonor de Matos Henriques e Branca Angélica, penitenciadas, a primeira, a 7 anos de degredo, a segunda a 5 anos, comutados para a cidade do Portalegre.



Contém correspondência sobre o número de familiares existentes em Proença e vila de Punhete, parecer jurídico sobre um réu, correspondência remetida pela Inquisição de Sevilha (Espanha) despesa do expediente (resmas de papel do ano 1749), bem como a escritura de arrendamento e obrigação feita entre Baltasar de Chaves Henriques (contratador do consumo de pau Brasil Pernambuco) homem de negócio, morador em Lisboa, e António Mendes Alves, morador na cidade do Porto, recibo, parecer, e também o traslado da abertura do cofre e saída de dinheiro e conhecimentos para o Erário Régio, feito por João Vitorino Cardoso, escrivão do Almoxarifado da Mesa Mestral da Ordem de Santiago da vila de Setúbal.



Inclui a pública-forma de uma procuração, recibos, correspondência dos inquisidores remetida ao comissário José Gomes Ribeiro sobre o número de familiares existentes no Rio de Janeiro, relação dos familiares do Santo Ofício do Brasil: moradores na cidade do Rio de Janeiro, (1797), lista dos 20 familiares nomeados, dos familiares existentes no Rio de Janeiro e seu arrabaldes, com a data da obtenção da carta e o nome do inquisidor que a assinou, lista dos familiares falecidos (1731), relação dos familiares que têm as cartas registadas no Livro da Confraria de São Pedro Mártir, na Igreja dos religiosos de Nossa Senhora do Carmo do Rio de Janeiro, bem como dos que moram no distrito do termo da cidade de Mariana, São Paulo, rol dos familiares do Rio de Janeiro, Vila de Santos, Minas, falecidos até Junho de 1726 (1.ª via).



Inclui a cópia da carta do inquisidor mor, Nuno cardeal da Cunha, dirigida ao deão Gaspar Gonçalves de Araújo, comissário do Santo Ofício no Rio de Janeiro, entre outros, certidão, bem como cópias da carta de Diogo de Mendonça Corte Real para Luís Baía Monteiro, governador do Rio de Janeiro, requerimentos de familiares, apontamentos.



Contempla o rol dos familiares do Santo Ofício da vila de Oeiras, Paço de Arcos, da vila de Ourém do bispado de Leiria, dos familiares que estão vivos e que têm o privilégio de pertencerem aos cem do número em Lisboa (1762), entre outros.

Physical location
Tribunal do Santo Ofício, mç. 21
Previous location
Documentos por identificar
Language of the material
Português, latim e espanhol
Type of container
Outro
Creation date
24/02/2011 00:00:00
Last modification
19/07/2017 15:02:51