Inquisição de Goa

Description level
Subfonds Subfonds
Reference code
PT/TT/TSO-IG
Title type
Formal
Biography or history
A inquisição de Goa foi criada em 1560, após um largo período de debate sobre a pertinência da sua instituição. Em Goa, além do judaísmo e da heresia, a actuação do Santo Ofício incidiu, particularmente, na superstição, no islamismo e na gentilidade. O tribunal de Goa foi abolido em 1774 sob a acção do Marquês de Pombal, restabelecido em 1778, após o afastamento daquele ministro, e definitivamente extinto em 1812 por decisão régia. A partir desta data, foi concedida tolerância a todos os cultos no Estado da Índia.

Após a primeira extinção, em 1774, o seu arquivo foi enviado para Lisboa e, mais tarde, devolvido a Goa quando a inquisição foi ali restabelecida. Depois da extinção definitiva, e de acordo com a correspondência trocada entre o governador e o Príncipe Regente, grande parte da documentação teria sido queimada. Mas já anteriormente, durante uma invasão marata, muitos processos tiveram o mesmo fim, segundo a informação contida em diligência de habilitação para familiar, de 1762.
Related material
Relação completiva: Portugal, Biblioteca Nacional, Colecção de Códices - Listas de autos-de-fé e de penitenciados, bem como reportórios de processos e de aditações.

Relação Paralela: Portugal, Torre do Tombo, Tribunal do Santo Ofício, Inquisição de Coimbra (PT-TT-TSO/IC); Portugal, Torre do Tombo, Tribunal do Santo Ofício, Inquisição de Évora (PT-TT-TSO/IE); Portugal, Torre do Tombo, Tribunal do Santo Ofício, Inquisição de Lisboa (PT-TT-TSO/IL).

Relação complementar: Portugal, Torre do Tombo, Tribunal do Santo Ofício, Conselho Geral (PT-TT-TSO/CG).

Outas entidades detentoras de fontes relacionáveis:

Brasil, Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.
Publication notes
BAIÃO, António - A Inquisição de Goa: tentativa de história da sua origem, estabelecimento, evolução e extinção. Lisboa: Academia das Ciências, 1949.vol. 1.
COUTO, Matheus do - "Livro das plantas e monteas de todas as Fábricas das Inquisições deste Reino e India, ordenado por mandado do Illustrissimo e Reverendíssimo Senhor Dom Francisco de Castro Bispo Inquisidor Geral e do Conselho de Estado de Sua Majestade. Anno Domini 1634". [Manuscrito]. 1634. Acessível no Instituto dos Arquivos Nacionais / Torre do Tombo, Lisboa, Portugal. (Liv. 470). Matheus do Couto, Architecto das Inquisições do Reino.
CUNHA, Ana Cannas da - A Inquisição no Estado da Índia: origens (1539-1560). Lisboa: AN/TT, 1995. 326 p..(Estudos & documentos; nº 1).ISBN 972-8107-14-5.
DELLON, Charles - Relation de l' Inquisition de Goa. Paris: chez Daniel Horthemels; Antoine Lambin, 1688. [26], 437, [25] p.: il., 2 il. desdobr.
FREITAS, Jordão de - "A Inquisição de Goa: subsídios para a sua história". Archivo Historico Portuguez. Lisboa: [s.n.], 1907.vol. V..p. 216-227.
FIGUEIRA, João Delgado, - "Reportorio geral de tres mil oito centos processos, que sam todos despachados neste Sancto Officio de Goa [...], Anno de MDCXXIII". [Manuscrito]. 1623. [1],[651] f., enc.: il.. Acessível na Biblioteca Nacional, Lisboa, Portugal. F. 2545. Inclui nota final sobre o restabelecimento do tribunal em 1775.
Notes
Nota ao campo das unidades relacionadas:

Na Colecção de Códices da Biblioteca Nacional, existem listas de autos-de-fé e de penitenciados, bem como reportórios de processos e de aditações;

no cartório do Conselho Geral encontram-se diversos documentos que foram enviados a este tribunal como correspondência dos inquisidores, listas de Autos de Fé e de ministros e oficiais daquele tribunal;

na sequência dos processos da Inquisição de Lisboa existem processos de Goa que foram enviados por apelação ao Conselho Geral.
Creation date
04/02/2009 00:00:00
Last modification
06/07/2011 09:37:36
Record not reviewed.